8 dicas de como ter uma vida saudável

8 dicas de como ter uma vida saudável
7 minutos para ler

Quem não quer ter mais disposição e saúde todos os dias? A solução não está em uma bebida energética, e sim na adoção e novos hábitos! Uma vida saudável proporciona esse grande benefício em curto prazo para o bem-estar físico e mental. Desse modo, você adquire mais disposição, equilíbrio e concentração para realizar suas atividades.

Nesse sentido, os cuidados com a saúde integram todos os manuais para se ter mais qualidade de vida, o que não se resume a ir ao médico. Tais esforços incluem a adoção de uma boa alimentação, o abandono de vícios, como o cigarro, e a prática de atividade física regular.

Claro que ninguém sabe ao certo até que idade viverá, mas já está provado que manter hábitos saudáveis contribui para aumentar a longevidade. Que tal conhecer, pelo menos, 8 dicas essenciais para levar uma vida saudável? Venha descobrir!

1. Pratique atividade física com regularidade

De que adianta dar uma de atleta durante as férias com os amigos e passar os outros 11 meses do ano sedentário? A regularidade é fundamental para você sentir os benefícios da atividade física em sua saúde.

Então, procure fazer caminhadas, correr, nadar, frequentar academia ou praticar algum tipo de esporte, ao menos, três vezes por semana. Uma dica é encontrar uma atividade da qual você goste mais ou que possa ser agregada ao seu cotidiano com mais facilidade.

Esse hábito não apenas queima as calorias em excesso, mas também reforça seu sistema imunológico e evita infartos e outros problemas cardiovasculares. Além de reduzir o estresse.

2. Procure manter uma alimentação saudável

Não é por acaso que os países nos quais a dieta mediterrânea predomina são campeões mundiais em longevidade. Alimentar-se basicamente de vegetais, frutas, azeite e carnes brancas, como peixes, é um hábito de vida saudável.

Sendo assim, exclua o máximo que puder do seu cotidiano os alimentos processados, como bebidas açucaradas, embutidos, refrigerantes e margarinas. Ainda, evite as comidas ricas em carboidratos simples, como açúcar refinado e pão branco.

Aqui, introduza alimentos ricos em gorduras insaturadas em suas refeições, como azeite de oliva, abacate, salmão, amêndoas e castanhas. Essas gorduras boas protegem o coração e o cérebro.

3. Reduza o nível de estresse em sua vida

Na vida moderna, é realmente impossível ficar totalmente livre do estresse. Acúmulo de responsabilidades, excesso de trabalho e preocupações financeiras e familiares contribuem para nos deixar estressados.

O excesso de estresse, porém, é um dos maiores inimigos da qualidade de vida. Uma vez que aumenta o risco de infarto e AVC, causa queda na imunidade, deixando você mais suscetível a todo tipo de doenças, inclusive aos vírus.

Que tal controlar seu nível estresse com atividades relaxantes? A prática de yoga e de meditação tem ajudado milhões de pessoas em todo o mundo a manter a saúde mental. Se preferir, dedique-se a um hobby, como música ou jardinagem.

4. Mantenha contato com a natureza

Pesquisas comprovam que pessoas que habitam ao redor de áreas verdes têm menos probabilidade de desenvolverem doenças respiratórias e renais. Outros dos diversos benefícios do contato com a natureza são a redução do nível de estresse e o reforço na capacidade de concentração.

Assim, se você mora em áreas urbanas, procure passar, sempre que puder, algum tempo em meio ao verde, como nas férias. Aproveite o turismo rural, quando possível. Quem tem o privilégio de ter uma casa no campo, certamente, poderá colher benefícios prolongados para a saúde.

Multipropriedade x vacation clube

Por estarem em pleno desenvolvimento, as crianças poderão aproveitar esses benefícios ao longo da vida. Estudos mostram que, o fato de passarem mais tempo no verde, melhora o desenvolvimento neuropsicomotor e reforça seu poder criativo. Portanto, leve sempre a criançada para o campo!

5. Durma bem sempre que possível

É verdade que, uma vez ou outra, dormimos mais tarde e alteramos um pouco nosso relógio biológico. Entretanto, privar-se com frequência de muitas horas de sono deixa você mais suscetível a doenças do coração, a derrames e ao diabetes. Isso porque, a produção das defesas do corpo está associada ao ciclo do sono.

Nesse caso, se você sofre de insônia, tente reduzir o uso do celular antes de dormir e evite bebidas com cafeína à noite. Praticar atividade física ao longo do dia ou uma atividade relaxante como a meditação também pode ajudar.

Por fim, se necessário, procure ajuda médica. Dormir bem é essencial para ter uma vida saudável e a insônia, às vezes, está associada a quadros de depressão e ansiedade.

6. Esqueça o cigarro se quiser levar uma vida saudável

Se você é fumante e quer realmente levar uma vida saudável, não tem jeito. Largar o cigarro vai representar uma das escolhas mais saudáveis da sua vida, se não for a mais saudável.

Assim, você se livrará de uma série de riscos, bem estampados nas embalagens dos cigarros, como o desenvolvimento de tumores e doenças pulmonares. Sem falar no risco de impotência e no envelhecimento precoce da pele.

O incrível é a rapidez com que seu organismo vai se recuperar. Em menos de 3 meses, sua capacidade pulmonar já aumenta. Em um ano, a probabilidade de ter uma doença coronariana é reduzida pela metade. Em 5 anos, o risco de um AVC se iguala à taxa de risco de um não fumante.

7. Faça um check-up médico regularmente

O hábito de fazer controles do próprio estado de saúde periodicamente, por si só, evita doenças e complicações. Ao verificar em algum exame taxas elevadas de colesterol ou de glicemia, você poderá agir para prevenir doenças mais graves, como diabetes.

Além disso, ao fazer check-ups com regularidade, você também sai ganhando no ponto de vista financeiro. A prevenção de doenças evita gastos astronômicos com exames, tratamentos e medicamentos mais caros.

Mas atenção! Um hábito que pode causar danos à sua saúde é consumir medicamentos sem orientação médica. Procure sempre o acompanhamento de um profissional para evitar uso equivocado de remédios e dosagens erradas que podem fazer mal.

8. Tenha uma vida social ativa

Manter uma vida social ativa é um fator preponderante para preservar a saúde. Estudos comprovam que o contato social diminui nosso nível de estresse e reduz o risco de hipertensão e de doenças do coração.

É importante ressaltar que, por interação social, nesse caso, não entenda apenas como o contato com familiares restritos, mas principalmente com amigos e colegas. Essa interação estimula certas áreas do cérebro. E um cérebro ativo diminui o risco de demência.

Portanto, participar de uma associação, integrar uma ONG, frequentar cursos e aprender coisas novas em grupo contribuem para uma vida saudável.

Pronto! Agora você está por dentro de algumas das melhores dicas para levar uma vida mais saudável. Lembre-se que, ao seguir essas propostas, você estará estimulando a qualidade de vida também das pessoas ao seu redor!

Que tal compartilhar essas recomendações com seus amigos nas redes sociais e estimular hábitos saudáveis na galera toda?

Você também pode gostar

Deixe um comentário