Conheça os benefícios do turismo na terceira idade

Conheça os benefícios do turismo na terceira idade
6 minutos para ler

Nas últimas décadas, a expectativa de vida da população como um todo tem aumentado consideravelmente, com cada vez mais pessoas passando dos 80 e algumas indo além dos 100 anos de idade. Porém, junto a essa longevidade, também chegam outras questões relacionadas à velhice e à aposentadoria. Mais especificamente, o que fazer com esse tempo livre?

Se um idoso fez um bom planejamento financeiro, então, sua aposentadoria deve garantir um bom estilo de vida. Para complementar o conforto, é importante investir em atividades que evitem a estagnação durante essa época. É aí que entram alguns dos benefícios do turismo na terceira idade.

Poder viajar com frequência é um sonho para muita gente. Depois da aposentadoria, essa é uma possibilidade para cada vez mais pessoas. Não só é uma oportunidade para conhecer mais lugares, como também, traz uma série de pontos positivos para a vida durante a velhice.

Para ajudar você a entender melhor isso, listamos aqui alguns dos principais benefícios do turismo na terceira idade. Acompanhe.

Novas experiências

Um estereótipo comum sobre a vida dos idosos é que, depois da aposentadoria, eles passam o dia inteiro em casa sem fazer nada, reclamando das outras gerações ou fazendo favores para seus familiares, como limpar, cozinhar e reformar. É verdade que, com tempo livre, alguns acabam ajudando, mas esse está longe de ser a norma para muitos idosos.

Na verdade, a terceira idade é o momento ideal para aproveitar novas experiências, criar hobbies e aprender coisas diferentes. Viajar, por exemplo, é um ótimo caminho para encontrar essas experiências, especialmente, se o seu lugar de destino tiver algum tema em particular que é de seu interesse.

Também é um momento para revisitar histórias antigas. Não é à toa que se escutam muitas histórias de idosos que nasceram no interior, viajaram para grandes cidades e, depois, resolveram voltar quando se aposentaram. Além da nostalgia, também é possível reviver certas experiências com novos olhos junto à família.

Bom para a saúde física

Ficar parado dentro de casa, sem muito o que fazer, é ruim em qualquer idade. Existe uma grande diferença entre um mês de férias para recarregar as baterias e meses ou anos sem nenhuma atividade em particular para guiar sua rotina. A aposentadoria tem bastante fama de levar ao sedentarismo.

Nesse contexto, um dos maiores benefícios do turismo na terceira idade é, justamente, levar o idoso a se manter em movimento. Caminhadas, esportes, natação e visitas a pontos turísticos interessantes são perfeitos para manter os músculos em movimento e evitar a estagnação que, teoricamente, viria com esse período da vida.

Não é necessário se comprometer com nada pesado. Ninguém precisa começar a fazer crossfit, nem correr maratonas depois dos 60 anos, só para manter a boa forma. Basta desenvolver bons hábitos para não ficar estagnado. Algo em que o turismo, certamente, tem muito a contribuir.

Benéfico para a saúde mental

Uma pessoa pode continuar se exercitando dentro de casa, caso tenha disciplina, mas estimular o cérebro é bem diferente de exercitar os músculos. Falta de interações e novas experiências podem causar uma série de problemas mentais e emocionais, sendo a depressão uma das consequências mais comuns desse isolamento durante a velhice.

Prezar pela saúde mental é, certamente, um dos pontos mais importantes para a população da terceira idade. O fato de o corpo já estar mais vulnerável a diversas doenças, aliado às mudanças de rotina e na estrutura familiar, pode levar muitos idosos a ter problemas emocionais mais profundos e duradouros.

Como você já deve imaginar, a solução para isso é não se restringir a ficar apenas dentro de casa ou mesmo em uma mesma cidade. Viajando para outros lugares, conhecendo pontos turísticos e aprendendo mais sobre eles, é possível manter a mente em pleno funcionamento e ainda ampliar os horizontes.

Oportunidades para socializar

Depois de mais de 60 anos de vida, é provável que você já tenha passado por muitas experiências e conhecido várias outras pessoas. De fato, muitas delas ainda devem fazer parte de sua vida. Mas isso não significa que você não tenha necessidade de sair e conhecer mais gente, com personalidades e interesses diferentes.

Diante disso, a possibilidade de socializar e conhecer outras pessoas, tanto mais jovens quanto na sua idade, é um dos grandes benefícios do turismo na terceira idade. Festas, pontos turísticos, esportes, aulas, hobbies, tudo isso ajuda você a se aproximar de novos amigos, o que também auxilia com as questões emocionais.

É sempre bom lembrar que essas viagens não significam, necessariamente, amizades temporárias. Também é muito comum que as pessoas usem a tecnologia para manter contato com pessoas distantes, o que dá mais possibilidades de estimular a mente, aprender mais sobre o mundo e evitar a estagnação típica da velhice. Sem falar que você pode voltar e visitá-los novamente, sempre que desejar.

Mais contato com a natureza

O turismo no campo é um dos mais populares entre os idosos por vários motivos. Além de ser um ambiente mais relaxante de forma geral, ele também traz um estilo de vida mais simples e prático. Mesmo que seja apenas por algum tempo, esse ambiente é excelente para se desligar de certas fontes de estresse, aproximar-se de amigos e familiares, aprender coisas novas e fazer alguma atividade física ao ar livre.

Se você é alguém que nasceu no interior, então, esse tipo de viagem será muito bem-vindo. Para quem sempre quis conhecer a vida no interior, essa será uma boa oportunidade. Como já dissemos, nunca é tarde para ter novas experiências.

O melhor é que, atualmente, existem várias ofertas para quem viaja com frequência para o campo. A multipropriedade, por exemplo, garante que você terá um espaço confortável e garantido todos os anos, sempre que desejar viajar e ter mais contato com a natureza.

Com essas informações, você já entende melhor os benefícios do turismo na terceira idade. Se viajar é o seu jeito ideal de passar a velhice, então, vale a pena aprender um pouco mais sobre multipropriedade e como usá-la em sua aposentadoria.

Quer continuar acompanhando nossas dicas? Assine nossa newsletter e receba tudo em primeira mão.

Você também pode gostar

Deixe um comentário